www.pousa.maisbarcelos.pt
Imprimir esta página
Nome da Freguesia

    Pousa, era o lugar ou habitação onde o cobra­dor de foros reais devia pousar e receber manti­mentos. Pousa é igual a pousada e modernamente a turismo. Vem do latim pausa, da expressão pausam facere ou pausam dare, significando dar agasalho ou dar descanso.      

    O verdadeiro nome da freguesia era: Santa Cristina de Ulgoso da Pousa. Ulgoso, terra de urze igual a urgueira, urzal, ur­zeira, urgal, que no português arcaico deu Algo­so, adaptado a seguir, pelo povo.

   Há alguns anos formou-se uma lenda, dando à palavra Algôs o mesmo sentido da de carrasco, no significado de executor de pena de morte. Para a maior parte da gente, a Pousa, teria dado um tal personagem, nada simpático e por isso a freguesia nunca daria sacerdotes à Igreja. Poderia haver seminaristas, mas nunca chega­riam ao fim; mais cedo ou mais tarde ficariam pelo caminho, ou doentes ou até morreriam. O Povo, sabia que ter sido carrasco (algôs) era impedimento, ainda actualmente é, para rece­ber ordens sacerdotais. De Algôs, personagem indi­vidual, facilmente se passou a acrescentar também a própria terra que teria tal castigo.

    Para outros, eram menos os que assim pen­savam, a palavra «Algôs» foi acrescentada a Santa Cristina da Pousa, por haver, perto da Falperra a freguesia de Santa Cristina de Longos. As duas freguesias seriam mais conhecidas pelo nome da padroeira, Santa Cristina, e para não haver confu­são, quando se falasse da Pousa, dizia-se, S. Cris­tina de Algoso.

 

Pags. 19, 20 e 21, “Pousa S. Cristina – Reguela S. Salvador”, 1979, P. Hélio Gomes Ribeiro. 


 

Alterações no Executivo da Junta

 

Alterações na Assembleia de Freguesia

 

Mensagem do Presidente